Óleo de rícino: conheça os benefícios estéticos e medicinais para o seu corpo


Ana Beatriz Furtado
Ana Beatriz Furtado

Extraído da mamona, o óleo de rícino guarda propriedades extremamente benéficas para a pele, unhas e cabelos. Também conhecido como óleo de mamona ou castor oil, ele possui ácidos graxos, como o ácido ricinoleico, exclusivo da mamona. Na sua composição também encontramos outros ácidos nutritivos, como o ômega 6 e o ômega 9, além de vitamina E e sais minerais.

óleo de rícino

Mas não para por aí. O óleo de rícino tem ação antiinflamatória e antioxidante, sendo um forte aliado para alguns problemas de saúde. Ele é comumente usado para tratar prisão de ventre e dores musculares. Portanto, é um produto natural e potente para a proteção e funcionamento do corpo humano. 

Confira os diferentes benefícios do óleo de rícino para uso estético:

Para os cabelos:

Para tratar os cabelos, você deverá usar uma colher de sopa do óleo de rícino misturado a um pote pequeno de creme ou hidratante capilar do seu uso constante. Deixe agir por alguns minutos e enxague em seguida. Lembre sempre de retirar bem o produto, principalmente da raiz do cabelo, para não deixar resíduos. 

Estimula o crescimento

Os ácidos graxos presentes no óleo de rícino estimulam o couro cabeludo e os folículos onde nascem os fios fazendo com que o cabelo cresça mais rapidamente. 

Hidrata os fios

Os óleos presentes na composição do rícino formam uma película protetora pra os fios de cabelo, evitando a desidratação e, por consequência, o ressecamento do cabelo. Assim, o cabelo fica mais forte e brilhoso e livre dos danos causados pela ação do sol e do vento.

Restaura os fios

Os nutrientes presentes em sua composição melhoram o aspecto geral do cabelo, realizando o selamento das cutículas. Isso evita a indesejável instalação das pontas duplas que deixam as madeixas com aspecto quebradiço. 

Combate a caspa

Suas propriedades antifúngicas limpam o couro cabeludo e evitam a proliferação da caspa e a descamação dos folículos. Vale aliar o rícino a outros tipos de tratamentos indicados por um médico dermatologista. 

Para a pele:

Apesar de ser um óleo, o extrato de rícino não estimula a oleosidade da pele, podendo ser aplicado a qualquer tipo de pele, inclusive nas oleosas.  Misture uma colher de sopa em um pote pequeno de hidratante do seu uso diário. 

Hidrata a pele e lábios

O óleo de rícino estimula a produção de colágeno e elastina, diminuindo a perda de água na pele e aumentando a hidratação. Com isso, os sinais de expressão demoram mais tempo para surgir, deixando a pele com aspecto mais jovem.

Combate a acne

Sua ação adstringente ajuda na limpeza da pele e na desobstrução dos poros. O ácido ricinoleico também é um ótimo aliado no combate das indesejadas espinhas e dos cravos.

Ameniza estrias e cicatrizes

A vitamina E presente no óleo é uma excelente cicatrizante. A aplicação constante do produto irá amenizar marcas de estrias recentes e causará a aceleração do processo de renovação da pele onde há pequenas cicatrizes.

Para as unhas:

O extrato de rícino irá fortalecer as cutículas e as unhas e diminuir o aspecto quebradiço.  Com a ajuda de uma algodão, aplique o óleo diretamente nas unhas e deixe agir por cerca de uma hora, preferencialmente antes de fazer as unhas. 

Hidrata as cutículas

Por causa de suas propriedades de hidratação, o óleo irá criar uma camada protetora impedindo a perda da água para o ambiente. Fortalecida, a cutícula irá proteger e fortalecer as unhas com mais facilidade.

Fortalece as unhas

Suas propriedades antibactericidas irão auxiliar na diminuição das irregularidades da superfície das unhas e do aspecto quebradiço. Isso irá fazer com que elas cresçam mais fortes e saudáveis. 

Para os pelos:

O extrato de rícino funciona para o fortalecimento dos pelos, como sobrancelhas e cílios e também pode ser usado pelos homens, na barba e no bigode. Assim como nos cabelos, o óleo irá estimular o crescimento e a hidratação dos pelos.

Sobrancelhas

O uso constante do óleo de rícino dará aos fios um aspecto mais grosso e vistoso. Para um bom resultado, basta aplicar o produto direto na região com a ajuda de um algodão.

Barba e Bigode

Serve para melhorar a saúde dos pelos no rosto dos homens criando uma camada de proteção e hidratação que irá proteger contra a ação do sol e vento. Além disso, o colágeno irá deixar um aspecto mais macio na barba e no bigode. 

Confira os diferentes benefícios do óleo de rícino para uso medicinal:

É um laxante natural

O sérum de rícino tem ação purgativa por conter propriedades laxantes. Mas ele só deve ser usado para esse fim se não houver doenças relacionadas que devem ser diagnosticadas por um médico. Uma colher de sopa é suficiente para atingir o efeito desejado. 

É relaxante muscular

A concentração do ômega 9, ou ácido ricinoleico, tem ação analgésica sendo ideal para uma massagem no corpo que visa aliviar a inflamação muscular. 

Alivia dores nas juntas

Novamente suas propriedades analgésicas e anti-inflamatórias auxiliam no descongestionamento do sistema linfático. Por isso, é indicado para tratamento de doenças como artrite e tendinite. 

Valor e locais de venda

Você irá encontrar a versão medicinal do óleo de rícino em farmácias e drogarias. Já a versão estética pode se comprada em casas de produtos naturais e lojas de cosméticos. Os preços variam muito de acordo com a localização e o tipo de uso. Porém, na média, a embalagem com 500 ml é vendida em torno de 50 reais.

Contraindicações do óleo de rícino

Antes de utilizar o produto, faça um teste em uma área pequena do corpo para ver se você não é alérgica a ele.

Atenção: O óleo de rícino é contraindicado para gestantes, lactantes e crianças. A superdosagem pode causar reações adversas, como desidratação, cólicas, náuseas, falta de ar e diarreia. Por isso, não faça a utilização do óleo na versão medicinal sem a orientação de um médico. 

Veja também:

7 razões para apostar no óleo de coco para bronzear o corpinho

Ana Beatriz Furtado
Ana Beatriz Furtado
Jornalista brasileira, especializada em produção de conteúdo de entretenimento para o mercado digital. Foi repórter do Jornal do Brasil onde assinava uma coluna de moda e beleza no caderno Barra, trabalhou por 5 anos no entretenimento da TV Globo.