Consumo consciente: como nossas escolhas podem salvar o mundo


Ana Beatriz Furtado
Ana Beatriz Furtado

Um dado alarmante divulgado pelo site do Ministério do Meio Ambiente diz que a humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação do planeta Terra. Assustador, não é mesmo?

consumo consciente

Mas o que isso quer dizer na prática? Quer dizer que se não mudarmos nossa maneira de produzir e consumir, em menos de 50 anos nosso planeta só terá condição de atender as necessidades de água, alimento e energia de metade da população do mundo.

E o que nós podemos fazer hoje para mudar esse quadro? O caminho mais difundido pelos experts em sustentabilidade é o consumo consciente. Nas próximas linhas você vai aprender um pouco mais sobre ele.

O que é consumo consciente?

É você ter conhecimento do impacto das suas escolhas de consumo - sejam eles negativos os positivos - na sociedade, na economia e na natureza. Ao adquirir e exercitar essa consciência, a ideia é que você comece a fazer opções cada vez mais sustentáveis para o planeta.

Coisas como: apoiar pequenos empreendedores, preferir produtos que utilizam materiais orgânicos, reciclar, apostar no minimalismo e diminuir o ímpeto consumista passam a virar parte da sua rotina. Essas são apenas alguns exemplos que melhoram o impacto ambiental das nossas escolhas.

consumo consciente

Como se tornar um consumidor consciente:

Entenda suas necessidades de consumo e o impacto delas no mundo

  • Você está comprando um novo eletrodoméstico porque realmente precisa ou apenas para aproveitar os descontos da Black Friday?
  • Já experimentou contar quantos pares de sapatos você tem no armário antes de comprar um novo par?
  • Em relação ao seu banho diário, ele é muito demorado?
  • Na alimentação, você tem o hábito de deixar aquele resto de comida no prato?
  • Você guarda as coisas do seu filho para usar novamente se pretende ter mais filhos?

Essas são algumas das perguntas que devemos nos fazer para entender melhor nossos hábitos e necessidades. É importante ter em mente que quando abusamos dos recursos naturais do planeta, acabamos sobrecarregando todo ecossistema. Se isso não mudar, poderá levar a uma escassez de água, alimentos e energia no futuro.

Comprar por impulso é uma péssima ideia. Planeje suas compras e afaste hábitos consumistas. Quando conseguir adotar um estilo de vida minimalista, consumindo apenas o que realmente precisa, você se tornará um consumidor consciente.

Incentive empresas e empreendedores que atuam com responsabilidade social

Muitas vezes o preço baixo de um produto é resultado de uma cadeira de exploração de pessoas e recursos. Portanto, busque conhecer melhor a origem dos produtos das marcas que mais consome. Busque consumir mais marcas que apoiam a sustentabilidade, valorizam os funcionários e se preocupam com o meio ambiente.

Comprar produtos falsificados, contrabandeados ou que são fabricados ilegalmente vai contra o conceito de consumo consciente. Por outro lado, financiar pequenos produtores locais, cooperativas que valorizem produtos naturais e orgânicos e apoiar iniciativas sustentáveis de grandes empresas é um bom caminho para o fomento do consumo consciente.

Recicle, economize e reutilize tudo que for possível

  • Comece a explorar brechós e promover bazares de troca de roupas entre amigos.
  • Guarde as coisas do seu primeiro filho para o segundo e depois repasse para outra pessoa.
  • Separe seu lixo corretamente para que o máximo de coisas possíveis possa ser reciclada.
  • Não gaste seu dinheiro com quinquilharias e compras desnecessárias.
  • Se você pode consertar algo, não precisa comprar um novo.
  • Quando entrar alguma coisa nova no guarda-roupa, doe uma coisa antiga para alguém.

Brechó online: saiba onde comprar e vender suas roupas

consumo consciente

Divulgue esses hábitos, cobre sua comunidade e os políticos

A melhor propaganda para ampliar a rede de consumidores conscientes é a divulgação de quem adota esse estilo de vida. Use as redes sociais para mostrar sua mudança de atitude, novas escolhas, novos valores e explane informações de fontes confiáveis.

Sempre que presenciar atos de desperdício ou consumismo, não repreenda se não se sentir à vontade, mas mostre o outro lado. Afinal, nada como um bom exemplo, não é mesmo?.

Cobre as instituições que você frequenta a adotarem atitudes de consumo conscientes. Dê sugestões, faça críticas construtivas. E, claro, exija da comunidade política propostas que caminhem de acordo com as práticas que irão salvar o mundo.

O que podemos aprender com a moda sustentável?

15 de outubro: Dia do Consumo Consciente

O Ministério do Meio Ambiente instituiu o dia 15 de outubro como Dia do Consumo Consciente em todo Brasil. A ideia é que nessa data, a sociedade, a classe política e a mídia discutam os possíveis caminhos para mudanças que gerem impacto positivo no planeta.

A data também alerta para todos os problemas sociais, econômicos, ambientais e políticos acarretados pelo exagero no consumo. Por isso, no próximo dia 15 de outubro, comemore e apoie o Dia do Consumo Consciente!

Veja também:

Onde comprar meu coletor menstrual?

Roupas anos 80: recrie esse estilo de maneira moderna e atual

Ana Beatriz Furtado
Ana Beatriz Furtado
Jornalista brasileira, especializada em produção de conteúdo de entretenimento para o mercado digital. Foi repórter do Jornal do Brasil onde assinava uma coluna de moda e beleza no caderno Barra, trabalhou por 5 anos no entretenimento da TV Globo.